FONPLATA investe na melhoria da qualidade de vida em São Gonçalo-Brasil

São Gonçalo do Amarante, Brasil
Ph. Prefeitura de São Gonçalo do Amarante (RN)

O Banco de Desenvolvimento aprovou o financiamento de US$ 34 milhões para o programa de ações para melhorar a qualidade de vida dos habitantes de São Gonçalo do Amarante, no Estado do Rio Grande do Norte. O investimento prevê, pela primeira vez para o Brasil, o uso de recursos da Linha de Financiamento Verde do FONPLATA, e permitirá ao município a realização de obras de saneamento, mobilidade urbana e a criação de áreas públicas de lazer e descanso.

O empréstimo permitirá a este município a realização do “Programa de Ações Estruturantes de São Gonçalo do Amarante – PAES”, que atenderá o atual déficit de cobertura de serviços e de qualidade da infraestrutura disponível para questões vitais para a população, ligadas ao saneamento urbano, à malha viária e à necessidade de áreas verdes. O custo total do programa é de US$ 42,5 milhões, dos quais US$ 34 milhões serão financiados com recursos do Banco de Desenvolvimento e os US$ 8,5 milhões restantes, com recursos locais.

São Gonçalo do Amarante está localizado a 13 quilômetros de Natal, capital do Estado do Rio Grande do Norte, e está em processo de expansão, crescimento econômico e populacional devido ao Aeroporto Internacional Aluízio Alves, localizado em seu território, que atende a demanda de toda a região. Com uma média de 6,2 milhões de passageiros por ano, trata-se da principal via de acesso ao Estado do Rio Grande do Norte, projetando-se para o futuro como importante hub aeroportuário de carga e passageiros da América Latina.

As obras, que serão executadas por meio da Prefeitura Municipal de São Gonçalo, ampliarão as redes de distribuição de água potável e a rede de esgoto e melhorarão as condições de mobilidade urbana, por meio da pavimentação de novas vias, a melhoria do pavimento já em serviço, obras de macrodrenagem para evitar alagamentos, e da implantação de ciclovias e calçadas. Um dos pontos centrais do projeto para aumentar a qualidade de vida da população é a construção de parques públicos de lazer na cidade: o Parque das Nascentes do Rio Golandim (de cerca de 10 hectares) e o Parque Ecofolclórico Rockefeller (de cerca de 144 hectares). Estes tipos de grandes áreas verdes públicas urbanas são importantes não apenas pelos aspectos ambientais intrínsecos, como o equilíbrio dos ecossistemas, a promoção de ar puro e a garantia da biodiversidade, mas também porque cumprem importante função social, promovendo integração, lazer e descanso da comunidade.

Neste sentido, São Gonçalo do Amarante será o primeiro município no Brasil a ter acesso a recursos da Linha de Financiamento Verde do FONPLATA que, com taxa de juros mais baixa, promove a demanda de projetos ambientalmente sustentáveis. Este fundo está voltado para projetos que ajudem a mitigar a emissão de gases de efeito estufa por meio da conservação de bosques e florestação de parques, bem como da implantação de obras de adaptação aos efeitos da mudança do clima, relativas à eficiência do uso e à proteção de serviços associados à conservação de fontes de água para o consumo humano.

18/02/2020

Localização